Cia. Metalic Nordeste

Resumo
Em meados de 2007, a Microsoft foi procurada pela área de TI da Cia. Metalic Nordeste, empresa da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), para apresentar uma ferramenta de virtualização que se adaptasse melhor ao seu ambiente. O intuito era obter uma infra-estrutura homologada, produtiva, segura e de fácil administração. A empresa fechou um contrato com a Microsoft, que lhe garantiu acesso ao Hyper-V, recurso de virtualização do Microsoft Windows Server 2008. O acordo também previa a atualização do parque de software – Microsoft Exchange Server 2003, Microsoft SQL Server 2000, Active Directory e o uso de toda família do Microsoft System Center Manager. A adoção da plataforma Microsoft possibilitou à empresa ter uma estrutura de produção e homologação de novos produtos em um ambiente robusto e seguro, com redução de custo e de tempo gasto na instalação de novas tecnologias.

Situação
Empresa da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), a Cia. Metalic Nordeste, com sede em Maracanaú (CE), é responsável pela fabricação de latas em aço e tampas em alumínio para bebidas, utilizando folha-de-flandres. A empresa produz cerca de um bilhão de latas e 1,6 bilhões de tampas por ano e possui 220 funcionários. Em meados de 2007, a área de TI procurou a Microsoft em busca de uma tecnologia de virtualização mais adequada ao ambiente de correio eletrônico, banco de dados, servidor de arquivos, softwares de colaboração e legados. O intuito era obter uma estrutura homologada, produtiva e segura, de fácil controle e administração. A virtualização permite rodar em um único hardware diferentes plataformas, isoladas de forma lógica. A Cia. Metalic Nordeste, utilizava o VMware e enfrentava desafios relacionados à incompatibilidade dessa solução com alguns sistemas. “Nosso objetivo era criar uma estrutura de virtualização com a melhor relação custo-benefício e que nos permitisse reduzir o tempo na tomada de decisões e no gerenciamento de TI por meio de recursos de colaboração, com interoperabilidade e mobilidade”, afirma Álvaro Neto, responsável pela área de TI da Cia. Metalic Nordeste.

Solução

Após dois meses de discussões e conferências, o projeto amadureceu e o foco, que era a virtualização, foi ampliado, cedendo espaço para gerenciamento de rede centralizado e colaboração. Em outubro de 2007, a Cia. Metalic Nordeste fechou um contrato com a Microsoft, a custos atrativos, que garantiu acesso ao Hyper-V, recurso de virtualização do Microsoft Windows Server 2008.

O acordo também previa a atualização do parque de software – Microsoft Exchange Server 2003, Microsoft SQL Server 2000, Active Directory e os softwares System Center Operations Manager, Configuration Manager e Virtual Machine Manager. Para o sucesso da negociação e de todo o projeto, foi fundamental a ajuda da parceira Camada Quatro, de Salvador, que se responsabilizou pela migração e implementação das soluções.

Segundo Álvaro Neto, a Metalic acreditou na solução Hyper-V, mesmo na versão Beta, devido ao compromisso profissional e apoio técnico disponibilizado pelo fabricante. “A Microsoft foi à única empresa que colocou um parceiro especializado à nossa disposição. A todo o momento tínhamos contato direto com o gerente de contas e com o time de engenheiros do fabricante”, conta.

Segundo Allan Machado, diretor de tecnologia da Camada Quatro, a empresa, que detinha oito servidores, adquiriu mais três para esse projeto. Dois deles foram utilizados para o ambiente de virtualização, com o Hyper-V, e o terceiro ficou dedicado ao Exchange 2007 Mailbox Server da corporação. “Dois servidores foram desativados e outros três, legados, atuam como servidor de arquivos e backup, Exchange CAS e Hub Transport Server e para o System Center”, explica Edgar Soares, gerente de negócios da Camada Quatro.

O projeto foi dividido em três fases. Na primeira, foi realizada a migração da infra-estrutura de mensageria, baseada no Microsoft Exchange Server 2003, para o Microsoft Exchange Server 2007, e do servidor de arquivos e backup. Em seguida, os trabalhos foram direcionados para virtualização; migração de servidores Microsoft SQL Server 2000 e antivírus para a infra-estrutura virtualizada; e implementação do Active Directory nos servidores Windows 2008 virtualizados. A última fase contemplou a instalação dos produtos da família System Center. Todo o ciclo foi concluído em 22 dias.

De acordo com Álvaro Neto, durante a mudança não foram alteradas as regras de negócio da empresa, nem adotadas novas políticas ou normas. “A migração transcorreu sem problemas justamente por já termos um ambiente Microsoft. A total integração entre os produtos foi fantástica”, destaca.

Benefícios

Os usuários perceberam claramente o aumento da eficiência operacional nas rotinas, com acesso mais rápido às informações corporativas e aos recursos de colaboração. O Microsoft Exchange Server 2007 aliado ao Microsoft Office 2003 e 2007 proporciona mobilidade ao funcionário que trabalha em campo, possibilitando a visualização da conta de correio eletrônico, compromissos, anotações, agenda, lista de tarefas e atividades.

Para o time de TI, as vantagens foram ainda maiores. Os recursos do Microsoft System Center estão desenvolvendo na TI uma gestão de suporte mais proativa e preventiva. “Envolver a equipe em tarefas diárias de monitoramento dos servidores ou na procura de soluções para problemas complexos quando o ambiente estava “pegando fogo” é coisa do passado. Hoje, podemos prever e analisar melhorias em nossa estrutura com menos esforço e re-trabalho. Intervimos no problema antes que ele ocorra, eliminando paradas inoportunas que possam gerar impactos em nosso ambiente”, afirma Álvaro Neto.

O System Center também auxilia no monitoramento do uso de software pirata, licença de produtos e na configuração do hardware das estações clientes. Além disso, é um grande aliado do Help Desk: confere agilidade por meio do acesso remoto às estações, evitando o deslocamento do profissional de TI. A Cia. Metalic Nordeste ganhou como um todo. Com a adoção da plataforma Microsoft, principalmente da solução de virtualização, a empresa passou a ter uma estrutura de produção e homologação de novos produtos em um ambiente robusto e seguro, com redução de custo e tempo na implementação de novas tecnologias. “O investimento que faríamos apenas com a renovação da solução concorrente seria superior ao que realizamos com a adoção da plataforma Microsoft, ou seja, conseguimos fazer mais com menos”, afirma Álvaro Neto.

Mais benefícios estão previstos com a aquisição do Microsoft Office Communications Server e Live Communications Server para a Cia. Metalic Nordeste. “A integração entre essas soluções nos garantirá o acesso à informação e a comunicação de que necessitamos”, conclui.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *