Microsoft inaugura data center no Brasil para Azure

A Microsoft  inaugura de um data center no Brasil e na América Latina, parte de sua estratégia global de se posicionar como empresa de serviços de computação em nuvem tanto quanto de dispositivos e software. Com isso, o Brasil passa a ser uma das 11 regiões do mundo com infraestrutura local do Azure, a plataforma de computação em nuvem da empresa.

Por motivos de segurança, a Microsoft não revela a localização do centro, dizendo apenas que fica no Estado de São Paulo, em uma “área de grande confluência de telecomunicações e conectividade”, segundo André Echeverria, gerente-geral da divisão de nuvem para empresas da Microsoft Brasil. Foram gastos 18 meses para a construção do data center.

A plataforma Azure pode ser utilizada por clientes corporativos e usuários comuns. O serviço de armazenamento para pessoas físicas OneDrive usa a infraestrutura do Azure. E o uso da nuvem para empresas ajudou no corte de gastos corporativos com estrutura própria de TI.

“O Brasil é agora uma das 11 regiões do mundo a abrigar uma infraestrutura local do Azure e o início das operações comerciais vai ajudar a impulsionar ainda mais nosso negócio”, afirmou Mariano de Beer, presidente da Microsoft Brasil.

A inauguração acontece alguns meses depois do debate em torno da proposta do governo federal de obrigar empresas de tecnologia a ter data centers no País, retirada do Marco Civil após controvérsia quanto à sua eficácia ou sentido. Segundo Echeverria, porém, o empreendimento não conta com nenhum incentivo ou apoio do governo e está nos planos da empresa há muito tempo.

Com o data center local, o executivo explica que a velocidade dos serviços para clientes brasileiros da empresa aumentam de “10 a 30 vezes mais”.

A Microsoft informa que a receita do Azure cresce 148% ano a ano. Números específicos do Brasil a empresa não fornece, mas diz que o mercado local de nuvem cresce 50% ano ano aproximadamente, valendo atualmente US$ 400 milhões, segundo a consultoria IDC.

A Microsoft afirma que os investimentos no Azure totalizam US$ 1 bilhão no Azure, com o serviço disponível hoje em 90 países.

Fonte: Estadão


Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *